terça-feira, 5 de junho de 2007

Abra o coração para o amor



Lucas 2.52 diz que Jesus crescia em sabedoria, estatura e graça diante de Deus, e também dos homem. Jesus era um homem que crescia em todas as áreas, incluindo em graça diante dos homens, ou seja, crescimento socio-emocional. Portanto devemos também crescer em todas as áreas, e não só na intelectual como é o intuito principal desse blog. Por isso, começaremos aqui uma mini-série de dois artigos sobre as nossas emoções.

Quando vivenciamos um sentimento, seja ele qual for, pode ser amor, ódio, rejeição, frustração, solidão etc. Nós o vivenciamos por alguns minutos e depois esse sentimento se vai para nunca mais voltar. É o que pensamos. Mas na realidade não é bem assim, quando a emoção provocada por um sentimento passa, ela se enterra no solo do inconsciente, passando a nos influenciar, e nos perturbar muitas vezes, ao longo de nossas vidas. As emoções vivenciadas funcionam como um aprendizado para nosso inconsciente e, muitas vezes, passam a nos vacinar contra emoções futuras. Se você passa por um relacionamento, com qualquer pessoa, onde você ama e recebe maus-tratos em troca, o que ficará gravado no seu inconsciente? (1) Quem ama, é maltratado. (2) Eu amo (3) Logo, eu serei maltratado. Então como você agirá posteriormente? Não amará mais, pois o seu inconsciente diz que se você o fizer você será maltratado. Agora, se em um relacionamento, o seu amor é recíproco, você ama e recebe o mesmo em troca, o seu inconsciente gravará uma mensagem oposta: (1) Quem ama, é amado. (2) Eu amo (3) Logo, eu serei amado. Não é necessário perguntar como serão suas ações posteriores! Portanto, devemos entender que muitas das nossas fraquezas e medos hoje são fruto de traumas passados. É claro que tudo depende da quantidade e intensidade das emoções envolvidas, não vai ser uma emoção isolada que vai determinar como você agirá no futuro, mas se você passar por uma seqüência de relacionamentos onde seu amor é recíproco será necessário uma maior quantidade e intensidade de relacionamentos onde o seu amor não é recíproco para que você mude sua forma de agir. Se você sofreu em relacionamentos passados, a única forma de corrigir a mensagem gravada no seu inconsciente é se expor novamente ao risco de sofrer, pois somente relacionamentos bem-sucedidos corrigirão as mensagens impressas por relacionamentos mal-sucedidos. Muitas pessoas, infelizmente, agem de forma contrária, sofrem e por isso fecham o coração para não correrem o risco de sofrer novamente, vivem amarguradas e doentes interiormente, mas quem fecha o coração para o sofrimento também fecha o coração para a oportunidade de ser amado, ou seja, fecha o coração para a única coisa que pode curá-lo! Abra seu coração, permita amar e ser amado. Se exponha ao risco de sofrer novamente. Busque pessoas sadias, de caráter e ai sim os riscos de ser machucado diminuírão.
Vitor Pereira

3 comentários:

Daniel Pirata disse...

Muito bom o texto Vitor!
Já passei por situações parecidas com as que vocês descreve nesse texto, e sei o quanto isso é verdadeiro! :)

Obrigado mais uma vez por alimentar o meu conhecimento!
Um forte abraço!
Graça e Paz!

ana claudia disse...

Realmente, concordo com sua analogia.
A final, é a reação de "defesa" do ser humano se fechar para algo que o machucou, com medo de encararar o mesmo, ou até pior posteriromente!
Parabéns pelo texto, Vitor!
Beijos, Deus te abençoe!

Igor Coelho disse...

mto bom, mas como vou saber o q causou feridas na minha vida ?

 
Free Host | lasik surgery new york