segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Eu li Ortodoxia - G.K.Chesterton



"O marco do pensamento cristão do século XX

Numa época em que a Europa dava os primeiros passos para tornar-se uma sociedade pós-cristã, um intelectual de grosso calibre, cansado do cinismo reinante e do fascínio despertado por novas idéias, resgata o núcleo da fé cristã como arcabouço suficiente para dar sentido à existência humana.

Ao contar sua jornada espiritual, G. K. Chesterton faz saber à intelligentsia européia da primeira metade do século XX que o socialismo, o relativismo, o materialismo e o ceticismo estavam longe de responder às questões existenciais mais profundas. E quando questionado sobre as aparentes contradições da fé cristã, Chesterton era um mestre em valer-se do paradoxo para apresentar a simplicidade do senso comum.

Seu jeito despojado, seu estilo incisivo e a facilidade de rir de si mesmo tornaram célebres seus debates com intelectuais da época, como George Bernard Shaw, H.G. Wells, Bertrand Russell e Clarence Darrow.

Dono de uma pena arguta, sutil e envolvente, Gilbert Keith Chesterton deixou marcas inesquecíveis em mestres da literatura como Hemingway, Borges, García Márquez e T. S. Eliot. Como se não bastasse, seus textos influenciaram decisivamente líderes de movimentos de libertação como Michael Collins (Irlanda), Mahatma Gandhi (Índia) e Martin Luther King (Estados Unidos).

Cem anos depois, Ortodoxia é um clássico da literatura que merece (e deve) ser revisitado."

Leia um trecho do livro

Fonte: http://www.mundocristao.com.br/produtosdet.asp?cod_produto=10575&cod_categoria=8


Site do livro: http://www.mundocristao.com.br/ortodoxia/default.asp

2 comentários:

Roger disse...

Fala Vitor,
estou começando a te invejar pela velocidade que você lê bons livros! rsrsrs
O Ortodoxia está aqui na minha lista. Ainda esse ano encaro essa parada.
No momento estou lendo uns três livros, sem falar na Bíblia que é constante. Por falar nisso terminei Atos. Ufa!

Abrçs,
Roger

Anônimo disse...

Gostei do "despertai, Bereanos!".
Também verifiquei a relação de livros (além do ortodoxia, que é maravilhoso), e, então, aí vai uma dica: "A SUFICIÊNCIA QUE HÀ EM CRISTO" de J MaCARTHUR. Fundamental em tempos tão distantes da simplicidade que há em Cristo. " A Lei e osprofetas duraram até João Batista"; "a Lei foi dada por Moisés; a GRAÇA e a VERDADE vieram por Jesus Cristo" João 1.17
"O Véu já se rasgou"

P/ PENSAR:
Por que a igreja dita "evangélica" prega tão pouco o evangelho de Jesus de Nazaré e prega tanto o Antigo Testamento e a LEI ?????

Será que o cristão moderno sabe que as coisas que se vêem são temporais, mas as que se não vêem são eternas? Por que tão poucas pregações sobre o CÉU e a HERANÇA ETERNA?

Nicodemos conhecia a Lei, porém, Nicodemos precisava conhecer a GRAÇA e a VERDADE.

Um forte abraço ,
do irmão Flávio

 
Free Host | lasik surgery new york