segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O Silêncio dos bons

"O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons."
Martin Luther King

Diante de toda injustiça e ilegalidade cometidas pelo prefeito-eleito Eduardo Paes e sua trupe (fato sabido pelo TSE), a reação mais comum é de indignação contra sua campanha e contra a massa que se deixou seduzir por seu engodo. Mas a nossa indignação não deve ser dirigida contra a massa, pois estes carecem de instrução para eleger o melhor candidato e, muito compreensivelmente, elegem o candidato que promete medidas imediatistas para resolver seus problemas e que oferece um ou outro benefício para si e para sua comunidade. Como disse Martin Luther King na frase supra-citada, o que deve nos indignar é o silêncio dos bons. Estes sim são os verdadeiros culpados pelo trágico resultado de ontem, pois não é verdade que a maioria da população quer Eduardo Paes como prefeito, a maioria quer Fernando Gabeira, só que a maioria se absteve do seu dever de votar permitindo que a injustiça prevalecesse, esses sim são os verdadeiros culpados, aqueles que podem fazer algo e não fazem, mas jamais a massa que carece por misericórdia. A verdade é que os eleitores de Gabeira se venderam ao feriado do malandro Sérgio Cabral, caíram direitinho nas presas do governador. Vocês que se absteram decidiram o futuro do Rio de Janeiro - parabéns! Se há alguma dúvida, vejam o quadro abaixo e verão que o maior índice de abstenção foi justamente em todas as Zonas onde Gabeira ganhou com uma larga vantagem:



10 comentários:

Igor Coelho disse...

zona norte decidiu a eleição......


ahhhhh, minha mãe me lembrou de um fato agora a pouco.... o paes nao saiu do cargo dele a tempo de se candidatar, mas nada q nosso governador dê um jeitinho.....

Delice disse...

Amadurecimnto político também tem relação com informação. A população da Zona Norte, em sua maioria, tem quase nenhum hábito de buscar cultura e informação relevante pro seu desenvolvimento pessoal.
Um candidato que sabe que só cresce, e investe tudo nesse meio, não pode estar bem intencionado.
Mas ele tem um problema agora. O eleitor do Gabeira, além de ser metade da população dessa cidade, é um eleitor consciente, como você Vítor, e não esta conformado. Vamos cobrar sim! Quero uma qualidade maior do que aquela que o nosso candidato que perdeu podia dar, já quem quem venceu, teóricamente, é melhor.
Vamos à luta!
Circe Aguiar

Jim disse...

"Quero uma qualidade maior do que aquela que o nosso candidato que perdeu podia dar, já quem quem venceu, teóricamente, é melhor."
Muito bom!

Vitor Grando disse...

Eduardo Paes nem foi eleito e já quebrou TRÊS promessas.

IAEHiaEUHIUAEHE Eu ri muito sozinho...

Anônimo disse...

Vitor, li seus artigos e admito que fiz uma grande besteira: votei errado, votei no Paes.
Durante essas eleições eu nem me interessei em ler notícias a respeito das eleições, limeitei-me apenas a ler alguns artigos não concernentes às eleições municipais.
Gostaria de saber se vc pode me mandar as atualizações do seu blog por e-mail.

Vlw, Vitor !!! Deus o abençoe !!!

Anônimo disse...

Ah... meu nome é Fernando Jatobá... desculpe a pressa...

Vlw!!!

Jim disse...

Well...

Vitor Grando disse...

Fernando,

Pois é Fernando, eu quase fiz uma besteira também, mas ainda no 1º turno. Até o domingo eu estava certo de que votaria em branco, mas acordei a tempo e votei 43. Passei toda a campanha do 2º turno adormecido. Mas na última quinta-feira decidi acordar e entrar na briga. Fiz o que pude nos poucos dias que restavam. Fica aqui uma lição para nós em 2010. Me enve o seu e-mail para que eu possa mantê-lo informado.

Um abraço!

Anônimo disse...

Olá, Vitor, meu e-mail é nando-neto@hotmail.com

Vlw !!! Deus o abençoe !!!

Jim disse...

Tá, eu nunca esperei muito do Eduardo Paes. Repito o que já disse aqui uma vez: não que espere dele o pior, estaria bem mais preocupado/triste/irritado se fosse o Bispo Crivella. Por isso, por não esperar muito, não posso estar decepcionado. Mas também não esperava que o papinho fosse começar tão cedo. Assim como acho que o novo prefeito também não esperava que fossem levar ao pé da letra suas promessas de campanha.

Ninguém nunca lembra exatamente o que os candidatos prometeram quando estão na busca dos votos. Porque aí vale qualquer coisa, como aquela música do Bezerra da Silva, do candidato que subiu o morro sem gravata, foi na vendinha, bebeu cachaça e até bagulho fumou. Até porque se cada um cumprisse metade do que promete durante as campanhas, o Brasil hoje seria a Noruega ou, na pior das hipóteses, a Suécia. E o povo brasileiro, por sua vez, também não parece muito preocupado com isso, senão os nomes eleitos seriam diferentes dos das eleições passadas, que seriam diferentes dos das retrasadas, e assim sucessivamente.
(...)
Bruno Mazzeo, 04/11/2008
Leia o artigo em:
http://bloglog.globo.com/blog/post.do?act=loadSite&id=12216&permalink=true

 
Free Host | lasik surgery new york